Entrevista en el blog de la editorial Martins Fontes (Brasil) por el libro “Te lo he dicho 100 veces” (Destino, Barcelona, 2006)

jadisse100vezes

 

*O texto abaixo foi escrito por Gabriela Keselman, autora argentina de livros infantis.

A mãe de um fã de oito anos sugeriu que ele me escrevesse uma carta para dizer o quanto gosta de meus livros. Mas o menino respondeu: “Não posso escrever para Gabriela porque ela tem todas as palavras”.

O certo é que tenho só algumas poucas, que compartilho com esses gênios deliciosos: as que uso para inventar histórias que os divertem, acompanham, emocionam e os fazem pensar. ‘Eu já disse 100 vezes!’, por exemplo, é um livro ilustrado pela italiana Claudia Ranucci com o qual ganhamos o prestigioso prêmio Apel.les Mestres (Destino, Barcelona, 2006).

É a história de Kif Kif, um urso preguiçoso que não consegue se lembrar de todas as ordens, instruções e advertências diárias de sua mãe. Só sabe que há uma coisa que ela já disse 100 vezes. Ao longo do livro, ele tenta lembrar, erra e acerta, se confunde, joga com frases absurdas. No fim, a mãe o surpreende e o leva a lembrar a coisa tão importante que ela já lhe disse 100 vezes.

Com ternura e humor, tentei mostrar que, de todo aquele bombardeio de palavras, a coisa mais importante que deve ficar registrada na memória de um filho são as palavras de amor.

Além disso,  a divertida “tonteira” de Kif Kif se reflete no cenário colorido criado pela ilustradora, nas brincadeiras tipográficas e nas voltas que é preciso dar no livro para seguir a leitura. Está traduzido para o japonês e o catalão.

Em que você se inspira? é a pergunta típica e inevitável que as crianças me fazem sempre que vou a um encontro numa escola.

É o mistério que todos querem descobrir. Todos menos uma menina de seis anos que, ao chegar sua vez, perguntou o que realmente lhe interessava: “Gabriela, você se penteia?” (ver minha foto!). Essa ingenuidade e desembaraço das crianças, sem dúvida, alimentam minha criatividade. Minhas ideias brotam de uma profunda reflexão interior, de minha própria infância (a que tive e a que não tive), do que vejo, ouço, imagino e de minha necessidade de brincar. Também de minhas leituras e da experiência de muitos anos com pré-escolares e numa revista para pais.

 

Postado por: Editora WMF Martins Fontes

Anuncios
Esta entrada fue publicada en Álbum, Noticias. Guarda el enlace permanente.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s